Mara Maravilha

Eliemary Silva da Silveira

¤ 06/03/1968 –  † 19/04/2010
Capa da Playboy de Fevereiro de 1990

Epitáfio: “O mesmo acontece ao mérito e à inocência:
perde-se, desde que deles nos sustentemos
(Immanuel Kant)

Mara pertence a uma categoria de celebridades falidas que é das minhas favoritas: as madalenas arrependidas, tipo clássico cujos espécimes caracterizam-se pelo grande empenho em negar, na segunda parte de suas vidas, tudo o que fizeram na primeira.

Curioso que o arrependimento pelos desatinos passados só ocorra à celebridades deste tipo quando são atiradas na profunda cova do ostracismo. A pergunta que fica é se tal arrependimento lhes bateria à porta da consciência se tudo tivesse ocorrido conforme seus planos de dominação da bagaça. Pessoalmente, tenho convicção de que a resposta é NÃO.

De infrutífera apresentadora de programas infantis à pastora evangélica fracassada, fazendo entre esses dois pontos uma escala técnica na Playboy da era pré-Photoshop e da pré-depilação à brasileira, Mara dedicou os últimos 25 anos à construção de um codex de desconcertantes equívocos estratégicos e ideológicos – sua própria biografia.

Certa vez li uma entrevista onde gabava-se ter sido homenageada pela Academia Brasileira de Letras por apresentar o programa de televisão comercial mais didático de então, o longínquo ano de 1991.

Ora, em primeiro lugar, ser homenageada pela ABL, a mesma que hoje patrocina os chás da tarde entre Paulo Coelho e José Sarney, devidamente fantasiados em seus fardões adquiridos do espólio do Xou da Xuxa, é muito mais uma cruz que uma graça.

Depois, contextualizando o evento e avaliando os programas semelhantes da época, entende-se que até um programa onde crianças sofriam xingamentos e puxões de cabelo dados por uma bruxa loira e rabugenta enquadrava-se na categoria ‘didático’. Desta forma, não há do que vangloriar-se.

Presa a um patológico arrependimento fingido, último recurso dos que afundam nas areias movediças da própria incompetência, a ex – fique claro – apresentadora parece só conseguir emitir opiniões que depõem contra sua capacidade de dar um passo adiante e oferecer, afinal, algum conteúdo que se aproveite.

Mas não o dá porque esse passo além das cercanias de suas limitadas habilidades seria a mais franca de todas as suas declarações públicas, a assunção de uma verdade que já é cristalina e evidente: a de que nada tem a oferecer além de um moralismo calcado numa retórica pseudo-religiosa vazia que apenas ridiculariza e vulgariza a sua própria prática de fé.

E que ninguém diga que este humilde coveiro não se compadece da dor e do arrependimento alheio. Ora, se possuo ao menos uma virtude, essa é a da compaixão, entretanto, existe diferença entre ser magnânimo e ser tolo. Esse hábito de pontuar cada frase com as palavras ‘Deus’ e ‘Jesus’, nessa visão de quem já viu muito ‘cadeieiro velho’ pecar com a Bíblia embaixo do braço, é sintoma claro de culpa e não de reverência.

Por essas e por outras trapalhadas fora renegada até pela denominação religiosa que a acolhia. Ressentida, chutada de lado a outro, refugia-se agora em declarações de que é um ser singular por não pertencer a uma religião, mas ‘a Deus’.

Não se entende porque, sendo então uma mulher de fé tão inabalável, ao invés de neste momento de desespero recorrer ao auxílio divino, decide justamente lançar mão de seus contatos muito terrenos na tevê do bispo e aproveitar o ensejo da contratação do amigo Gugu Liberato para lançar-se a esse projeto absurdo de um retorno triunfal à televisão, destarte fracassado e que  neste cemitério se encerra.

Material Relacionado:

Mara Maravilha sobre homossexualidade: “Não concordo com essa aberração”
Página do Fã-clube Oficial de Mara Maravilha
Mara caindo da gangorra – Tchulóviii!!
Marília Gabriela detona Mara Maravilha, a excessiva


Anúncios

121 Respostas para “Mara Maravilha

  1. Caro,coverinho sugiro que cave uma cova bem funda,mas bem profunda! Pois se não a enterrar,bem sabe que está criatura pode fazer ela pode voltar! Pois teve diversas pessoas que já viram ela morrer ,e depois resucitar…

    Curtir

    • Olha, Marcão.
      Como eu disse no post, a tentativa de ressuscitar estava fadada ao fracasso.
      E não deu outra: Foi demitida do Programa do Gugu!
      Não quero parecer gabola, mas sem querer preguei mesmo o último prego do caixão da Maravilha.

      Curtir

      • Muito obrigado,por este serviço mais do que utilidade publica!
        Você está prestando um serviço de higiene,na media Brasileira…
        Meus ,parabéns!!!

        Curtir

  2. ENGRAÇADO, AS PESSOAS DÃO SUAS OPINIÓES DIZENDO QUE ESQUECERAM DE ALGUNS ARTISTAS, PRINCIPALMENTE DA MARA MARAVILHA, MAS FICAM AQUI LEMBRANDO DESSA BAIANINHA COMO SE A MARA NÃO TIVESSE PROSPERANDO COM A CARREIRA EVANGÉLICA E INCRÍVEL É ACHAR QUE A MARA MARAVILHA PERDEU COM ISSO PELO CONTRÁRIO, HOJE A MÚSICA GOSPEL É A SEGUNDA MÚSICA MAIS COMERCIALIZADA NO BRASIL, VOZ BONITA A MARA TE. TAMBÉM, ACHO QUE SE ANGÉLICA, XUXA, ELIANA, MARIANE E JAQUELINE VIRASSEM EVANGÉLICAS NÃO IRIAM TER UMA CARREIRA PRÓSPERA IGUAL A DA MARA PORQUE PARA SER CANTORA GOSPEL TEM QUE TER VOZ BONITA E A MARA É A ÚNICA APRESENTADORA INFANTIL QUE TEM UMA VOZ FENOMENAL. A SIMONY MESMO TENTOU IMITAR A MARA MARAVILHA NA CARREIRA GOSPEL E NÃO DEU CONTA DE FICAR MAIS FAMOSA NA CARREIRA GOSPEL COMO A MARA .

    NÃO ESQUEÇAM: MARA MARAVILHA GANHA FURTUNA EM EVANGÉLICOS……

    Curtir

    • Tá. Então por que cargas d’água ela fica aparecendo na TV? Que fique lá com seu público evangélico, nos cultos, já que essa é a fonte de renda dela, ué! Na mídia televisiva ela já nem fede mais de podre porque já se decompôs totalmente!

      E por que, DEUS MEEEEOOO, fãs sempre escrevem em caixa alta como se o mundo inteiro tivesse que ouvir o que eles têm a dizer, POOORRRRAAAAAAAA?!?!?!?!?!?!?!?

      Curtir

  3. “Ora, em primeiro lugar, ser homenageada pela ABL, a mesma que hoje patrocina os chás da tarde entre Paulo Coelho e José Sarney, devidamente fantasiados em seus fardões adquiridos do espólio do Xou da Xuxa, é muito mais uma cruz que uma graça…”

    HAUHAUHAUHHAUHAUHAUHUAHUA

    meurinei.

    Curtir

  4. Caro Coveirinho.

    Realmente, nunca se viu tanto “Zumbi” andando pela TV: Sérgio Malandro, Mara, Aquela tal de Mariane, ou seja lá o que for e muitos outros que já esqueci o nome. E você sabe qual a maior Praticante do Vodu, de fabricação de Zumbis: Acertou! Lady Lucianta Gimenez, a primeira “mulher dama” ops, primeira Dama da TV. Volta e meia essa Filha da Pátria ressuscita alguém…..

    Agora, existem outros que nunca fizeram nada, digamos, artístico, que pululam na telinha. Gente que adora aparecer, como essas “modelos” que desfilam no carnaval, aquele Chiquinho (ui!!!) Scarpa, essa tal de Preta Gil (argh!!!), um sujeitinho gago que irrita até urticária…e centenas de outros “famosos”

    Atualmente temos assistido ao nascimento de uma pá de celebridades instantâneas, por conta dessa porcaria de BBB, mas, falizmente, acho que por um por algum problema genético, essas aberrações não se criam, e são rapidamentes extintas, não precisando nem contar com vossos serviços de coveiro. Basta jogar o cadáver num monturo e atear fogo.

    Agora, as ex-celebridades insistem em permanecer vivas. É difícil convencê-las que já foram desta para melhor, ou pior…..

    Curtir

  5. Adorei o texto, mas essa aí já deu de comer aos vermes há muitos anos.

    Enterra logo a Galisteu enquanto a defunta tá fresca.

    Curtir

  6. Maria Cristina, muito obrigada. Concordo também com velório de pagodeiros…todos. E sertanojos em geral. E aquelas bandas insuportáveis, tipo Calixo( como diz o Coveirinho) e adjacências. Pindorama é uma terra bem adubada. Bj, Cris. Bj Coveirinho. Bj. Ane. Bj Luiz. Que beleza esses velórios!!

    Curtir

  7. Puxa…Encabulei. Mas fiquei feliz, ganhei meu dia hj depois de vcs, Coveirinho, Luiz, Ane, elogiarem aquela frase. Tou com vcs. Eu amo este cemitério e seu Coveiro nota 10. Voltarei!

    Curtir

  8. Coveirinho,

    É difícil para algumas pessoas reconhecerem que são tratadas pelas emissoras de tv como débeis mentais/fantoches…

    Zelia,

    Assim como o Coveirinho, adorei o que você escreveu sobre a luz no fim do túnel ser o trem do tempo!!!! Se não me falha a memória acho que existem alguns pagodeiros que também já viram esta “luz”….

    Curtir

  9. “Só os “imprudentes” se arriscam a explorar as àreas imprecisas da vida, e quando o fazem, acabam sendo surpreendidos, feridos e, pior de tudo, descobrindo seu despreparo.”

    uma obra que fala tão bem do seu autor.

    Curtir

  10. Argh…Não reli meu comentário. 2ª feira é dose, embaralha até minhas parcas ideias. Mas eu continuo a favor do Coveirinho, tenho INVEJA da facilidade dele de emitir críticas muuuuuuuuuito bem fundamentadas, profundamente coerentes com os desmandos do que é vendido diariamente nos canais abertos que cheiram a sujeira e corrupção, feita em cima das gentes que sobrevivem neste país de salário mínimo inclusive cultural.

    Curtir

  11. Não entendo. Talvez pq hj seja 2ª feira e a ressaca do fimdesemana ainda esteja esteja agindo, mas tem gente que diz que existem pessoas que se sentam observando o que outros fazem, depois emitem opiniões e por isso são chamados de críticos. Ora, sera que ELLES não o são? Se não o são, o que fazem por aqui? Filosofam sobre as opiniões dos que observam, qdo ELLES mesmos fazem o mesmo, mas estranhamente NUNCA contra os programadores televisivos. Acredito que não formem opinião nenhuma a respeito de nada do veem, a não ser do que não veem. Isto é, um bando de babacas (eu também) que procura trazer luz a quem vive na escuridão do besteirol televisivo. Sim, somos sonhadores aqui. Qdo penso penso em “nós” me refiro aos que ainda conservam restos de moral e ética em Pindorama, tão cheio de religiosos trocando espelhinhos com o povinho da mandioca e do trabalho sub remunerado. Escassa filosofia essa que ELLES pregam a respeito da crítica alheia. Analfabetos culturais que defendem a exploração da indiada encantada com o sub mundo da beleza fanada e decaída que assina embaixo sua incompetência inclusive para se manter (pasmem!) numa igreja evangélica, que em hipótese alguma abandona suas ovelhas caídas, principalmente qdo rendem dividendos com seu pretígio mesmo apagado. Mara pensou que a luz no final do túnel fosse a Divina, mas era só trem do tempo, que corre e não poupa ninguém.

    Curtir

  12. Esqueci de dizer: ela deve ser uma forte candidata para “A Fazenda”. Nunca vi tanto artista decadente num lugar só! Chega a ser pior que a extinta “Casa dos Artistas”, no SBT. Alguém sabe informar se há chances de ela parar por lá?

    Curtir

  13. Quem perde tempo com a Mara Maravilha? Nunca diz algo que faça sentido, a não ser se vangloriar por uma carreira sem sucesso. Ser a gostosa da criançada, usar shortinho e cantar algumas músicas não é nada além daquilo que tantas outras já fizeram, mas apenas com uma diferença: ela não é loira. Talvez seja por isso que ela se acha tão diferente das demais.
    Critica a Angélica sempre que possível (talvez por apostar que polêmica sempre rende audiência), vive dizendo aos quatro cantos que vivia freqüentando a casa da Xuxa (para ela, isso deve ser o máximo), que agora é uma mulher de Deus e tantas outras baboseiras dispensáveis aos brasileiros e, principalmente, ao seu antigo público (quem é mesmo?).
    Fato é: aprenderam que a criança não tem malícia e não está disposta a ouvir tanta baboseira, então não adianta colocar apresentadora gostosa de shortinho que a audiênca não vai subir. O jeito é encher a TV dos mais variados desenhos. Afinal, assistir aos desenhos é mais interessante do que ver gostosa pagando de otária falando baboseiras, não é mesmo? Deixa pra ver na Playboy, lá não tem som.
    Então, a Xuxa foi dispensada desse cargo de tia boazinha da criançada, a Angélica foi dispensada, a Eliana foi dispensada e a Mara Maravilha foi a primeira a ser dispensada. Acompanhei, quando criança, a todos esses programas infantis e posso dizer: a Mara Maravilha é a mais apagada de todas nas minhas lembranças. Talvez por não ter uma música de sucesso, talvez por ter deixado de ser gostosa com aquelas roupas que mais pareciam balões de tão coloridas, talvez por ter levado um pé na bunda escroto do SBT logo cedo. O único fato concreto é: ela não tem talento para nada mais, a não ser viver do passado e sempre negar querer viver dele. Sorte das loiras de não terem ganhado prêmios da ABL, já possui um passado bastante negro para ter mais esse ponto a ser destacado.
    Enfim, assino embaixo pela “morte” da Mara Maravilha e desejo que não reviva jamais na TV brasileira. De todas, já basta a Xuxa.

    E parabéns, Coveirinho, por ter esse talento para a escrita e por possuir essa paciência de cemitério para suportar o Murillo e ainda respondê-lo.

    Curtir

  14. Coveirinho, este defunto foi desenterrado! É a verdadeira volta dos mortos vivos, um “Incidente em Antares”.
    E eu que pensava que a Mara já tinha ido parar na terra dos pés-juntos. Pela sua ausência de brilho, resta-lhe buscar oportunidades de voltar à vida televisiva junto a estrelas do mesmo quilate que ela. Que nos deixe em paz!

    Curtir

  15. A MINHA GERAÇAO Q CRESCEU VENDO ESSAS RETARDADAS APRESENTADORAS INFANTIS EQUIVOCADISSIMAS, SOFREU TAMANHO DANO MENTAL E INTELECTUAL Q SE REFLETE ATÉ NOS DIAS DE HJ; MUITOS AMIGOS MEUS DA FAIXA DOS 18 AOS 20 ANOS SIMPLESMENTE TEM A MESMA MENTALIDADE DE UMA CRIANÇA DE 12 OU 13 ANOS, NADA DE REALMENTE PRODUTIVO NAS MENTES, LAMENTO MUITO ISSO, E DEFINITIVAMENTE ESSAS DEBILS MENTAIS DO CALIBRE DA MARA MARAVILHA QUE SAO AS MAIORES RESPONSAVEIS, JUNTAMENTE COM A INTERNET EMBURRECEDORA, PELO ATRASO DAS MENTES JOVENS QUE SÓ SE INTERESSAM POR ORKUT, MSN, PERIS FAKES TD FAKE, NAO FAZEM MENOR IDEIA Q FORA DE SUA REDOMA FANTASIOSA HA UM MUNDO DE VERDADE E TANGIVEL. E QUANDO SE DEPARAREM COM ESSE MUNDO REAL ENTRAM PARA AS ESTATISTICAS DE DEPRESSIVOS E POR CONSEQUENCIA NAS DE SUICIDIO, CONSUMO DE DROGAS ETC… OS MALEFICIOS SAO MUITOS. SABE SE PELA PSICOLOGIA Q A PERSONALIDADE HUMANA É FORMADA NA INFANCIA E ME PERGUNTO Q ESPECIE D PERSONALIDADE ESPERAR DE HUMANOS INFLUENCIADOS POR ESSES SACOS VAZIOS VESTIDOS DE MANEIRA VEXOSA, COM VOZES INSUPORTAVEIS E CANTANDO MUSICAS IMBECILIZANTES? HOJE A COISA MUDOU UM POUCO SÓ HA DESENHOS 99% DE VIOLENCIA, SE OS ANOS 80 E 90 DEVIDO A ESSAS ” MOÇAS ” FEZ SURGIR UMA GERAÇAO ALIENADA E IDIOTIZADA DESDE BERÇO, OQ TRARA O FUTURO COM UM GERAÇAO Q É AMAMENTADA A VIOLENCIA E SEXO DIANTE DE SUA TV E SEU COMPUTADOR ?
    MEDO DO FUTURO DESTA LATRINA TROPICAL.

    PARABENS MAIS UMA VEZ PELO BLOG COVEIRINHO, LI TDS SEUS POSTS PRA MIM Q SOU ESTUDANTE DE COMUNICAÇAO SOCIAL É DE GRANDE AJUDA ME FAZ REFLETIR MUITO E DESENVOLVER UMA VISAO CRITICA DA SOCIEDADE ” ESTELAR ” BRASILEIRA. DESCULPE O DESABAFO ACIMA.
    ABRASS FIOTE.

    Curtir

  16. É coveirinho… To sentindo você meio chateado comigo, acho que não gostou de ser chamado de crítico né? Afinal… Passar horas formatando um texto de uma artista em decadência deve ser tudo que lhe resta. compreendo sua revolta. A verdadeira realização é para poucos. Mas tudo isso está com os dias contatos, Pois consciente ou inconscientemente, você usa o pseudônimo – Coveirinho Pop.
    “POP” é uma sigla originada do popular, por isso, fui ao dicionário que me deu a seguinte definição: POPULAR – “Relativo ou pertencente ao povo”. Ou: “Que é usado ou comun entre o povo” Mas essa foi a melhor definição: “Que é do agrado do povo”. é neste momento que você usa as seguintes palavras:

    ” Por causa de gente muda, incapaz de abrir a boca pra dizer o que pensa, é que estamos atolados até o pescoço neste continente de merda”.

    Adorei o discurso! Incrível! Você é a nova voz de uma multidão carente de apresentadores e programas de qualidade, cansados de artistas que de nada acrescentam. Coveirinho é o novo ídolo, representante dos críticos intelectuais, seus seguidores te parabenizam e te adoram por sua atitude de coveiro implacável. Coveirinho para a presidência, já! “Pop”. Você é popular, e a cada dia sua popularidade cresce ainda mais. Você é o anti – herói, o novo defensor de uma Mídia livre de defuntos fétidos, o novo Danilo Gentili, que vez ou outra, tém seu nome divulgado nos jornais por falar mal de celebridades no Twitter. A estratégia funciona! E tu ainda diz que não quer ser popular? Quanta hipocrisia, meu caro.
    Particularmente não gosto e não assito 90% de toda a programação da tv aberta. Porém, dizer que criticar esses artistas é uma forma de “transformar” o caos instalado, é tão eficiente quanto secar gelo. De nada adianta criticar se não consegue fazer melhor ou modificar o que aí está.
    É preciso estimular nas escolas, precocemente, nossas crianças a criar, realizar, combatendo o ardiloso e doentio medo do erro, do fracasso. Estimulá-las a participar de campeonatos, concursos, festivais, suportando bravamente as possíveis vaias e risadas dos coleguinhas.
    Que grande feito você faz a humanidade, não é mesmo, coveirinho? Grande exemplo que você tem pra passar para os seus filhos. Um escritor talentoso, sem uma obra publicada, afinal, você é crítico, o que lhe ausenta de qualquer realização, a Bárbara Heliodora virtual.
    Como disse, muitos votos já estão garantidos, sua chapa já foi estabelecida. Resta saber quando vou ver sua vitória que não tardará a chegar, como disse, a estratégia funciona e tem mostrado resultados para muitos que aí estão, comendo canapés em cofe – breaks ao lado de suas vítimas que tanto lhe deram ibope.
    Obs: Quanto ao meu e-mail não revelado, desisti de colocá-lo devido a sua má fé de divulgá-lo em público uma vez no seu blog. Lembra? Eu lembro! O mesmo é de trabalho, e como não sou muito querido por aqui, não o quero repleto de vírus, é melhor prevenir, mas estou enviando-o novamente, gosto de “arriscar”. Quanto a não publicação dos meus futuros comentários em seu blog já eram esperados, opositores não são agradáveis, pois todo o CRÍTICO, detesta ser CRITICADO.

    Curtir

    • Ei, Murillo.

      Não publiquei seu e-mail inteiro, não, meu jovem! Só a parte engraçada: arte_i_cena.

      Uma coisa que já expliquei é que pra ter o direito de expor idéias (ou a falta delas) por aqui é preciso colocar a bundinha na reta preenchendo todos os campos do formulário de comentários, principalmente o campo e-mail. Coveirismo exige responsabilidade e este humilde coveiro conhece o significado do termo LIMITE.

      Apesar de sua impertinência, acho que você anima o debate com suas perspectivas meia-boca.

      Se quiser, pode continuar sendo o onbudsman extra-oficial do cemitério. Se incomodamos, é porque estamos no caminho certo. Já sou acostumado ao feijão-com-arroz das críticas, meu caro, por que aprendi a ter opinião e personalidade ainda em tenra idade. Você nunca ouviu dizer que apenas os loucos não devem ser contrariados?

      Você concorda com todo mundo e todo mundo concorda com você. Só que assim você se torna a piada do bairro, da família, do trabalho.

      Não vou responder ao resto de suas questões porque acho que no sentido de destruir a sua imagem, sua própria retórica é muito mais eficiente do que qualquer ataque de terceiros.

      Curtir

      • “Por causa de gente muda, incapaz de abrir a boca pra dizer o que pensa, é que estamos atolados até o pescoço neste continente de merda”.

        É amigo Coveirinho, e pior que não falar nada, é vir falar merda no blog de um coveiro que trabalha duro.
        Parabéns pelo coveirismo de altíssima qualidade.

        Curtir

    • Cara(?) Andrea:

      Pode ser R.E.P. também: “Repouse Em Paz”. Como frequentador assíduo de cemitérios, já vi muito disso.
      []s

      Curtir

  17. Olá, Coveirinho!

    Aaaaaaahhhh… até que a Mara Maravilha me traz algumas boas recordações! Aliás, quando ela apresentava o Show Maravilha na falecida TVS, eu o assistia por dois motivos: pelo Spectreman e por uma assistentezinha de palco lindíssima que ela tinha (não deu pra evitar o cacófato, foi mal aê!), que vim a saber depois ser a atualmente maravilhosa Fernanda Vasconcelos, um verdadeiro monumento ao sexo feminino.

    Curioso – e nisso tenho que concordar com você – é que parece que depois que ela saiu na Playboy, a coisa foi só ladeira abaixo, até ela cair nesse estado de religiosidade equívoca e oportunista que hoje a caracteriza. Aliás, conforme o colega Ronaldo citou acima (e me parece já ter eu mesmo dito algo a respeito), virou uma mania esquisita a ressurreição de “celebridades” ostracizadas: que que Sérgio Mallandro ainda tá fazendo assombrando a televisão? Por que Mara Maravilha não abre uma igreja evangélica ela própria? Lembra da Narjara Turetta numa dessas últimas novelas globais aí? E da Sônia Braga? Aliás, a única coisa que a Sônia Braga fez que eu curti foi o “Eu te amo”, daquele insuportável do Jabor.

    Me parece que a mídia brasileira padece de uma doença incurável: os ostracizados (talvez até injustamente) estão já no bico do corvo; os novos não têm expressão/talento nenhum. Receio que a Carolina esteja certa quanto à futura utilidade da TV para as próximas gerações, pelo menos aqui na Terra de Ninguém.

    Abração pra ti! Este enterro me botou em modo de reflexão…

    Curtir

    • Reflexivo amigo Modulae,
      o atual resgate destes ostracizados se deve tão somente à atual safra de débeis mentais que com eles disputam espaço nos canais de mídia.
      Existe também uma certa nostalgia que até tem resgatado alguns injustiçados, mas daí a coisa descambou para essa imoralidade de trazer de volta à cena gente que nunca teve e nunca terá alguma sustância.

      Curtir

  18. Até que enfim, um “sepultamento” que assino embaixo!
    Nunca gostei dessa Mara…assistia os programas dela, na infância, pelos desenhos apenas! Nunca consumi nada que viesse dela, nunca comprei os discos, bonecas ou quaisquer outros produtos! Achava ela feia, chata e boba! rsrs
    Falo como uma pessoa que passou a infância em meio a esses programas infantis! Mas era criança né? Meus pais trabalhavam fora, precisava de algo na tv para me distrair…Na minha época, saudosos anos 80, não havia dvd com filminhos legais, nem internet…
    Quando não estavamos brincando na rua, ou com nossos brinquedos Estrela, estavamos em frente a tv, assistindo a Xuxa, Angélica, Mara, Ra-tim-bum, Bambalalão, Bozo e cia!
    Mas dentre todos esses o que de pior existia (pior que a Xuxa? Talvez) era essa Mara aí…lixo!
    R.E.P, ou D.E.P!

    Curtir

  19. Só os “imprudentes” se arriscam a explorar as àreas imprecisas da vida, e quando o fazem, acabam sendo surpreendidos, feridos e, pior de tudo, descobrindo seu despreparo. Mas como é que a gente se pode preparar para o desconhecido? É óbvio que não pode! Portanto, evite-o e nunca acabará com um ovo arrebentado na cara! Coragem que vocês, coveiros e coveiras barangas, não dispõe! São meros espectadores da vida alheia!

    Curtir

  20. Às vezes, zapeando inutilmente pelos canais da TV aberta numa busca vã de algo útil ou inteligente para assistir, me deparo com quadros dos programas “de entretenimento familiar” veículados e me detenho um pouco sobre eles para ver se houve alguma melhora no conteúdo (é… Brasileiro não desiste NUNCA…). Num desses momentos me deparei com a entrada dos jurados de um quadro do Gugu: um verdadeiro espetáculo de exumação coletiva (Sérgio Mallandro, Mara, um natimorto gay estereotipado que não lembro o nome…). Não suportei assitir até o fim e voltei a zapear.
    Queria lhe pedir um grande favor: Feche os portões do Cemitério, ou pare de aplicar o regime semi-aberto aos defuntos que aí descansam!

    Curtir

  21. “Uma pessoa que não faz as coisas é, muito freqüentemente, um CRÍTICO, isto é, alguém que fica sentado e observa os que fazem, depois se expande filosoficamente sobre como os outros estão fazendo as coisas. É fácil ser um crítico, mas pra ser um fazedor é preciso que haja esforço, risco e mudança. Nossa cultura está cheia de críticos e chegamos a pagar para ouvi-los.
    Tome nota de quanto, das relações sociais, é dedicado à crítica. Por quê? Simplesmente porque é, sem dúvida alguma, mais fácil falar sobre a maneira pela qual alguém mais fez determinada coisa do que ser aquele que faz. Observe os verdadeiros campeões, aqueles que mantiveram um alto nível de qualidade ao longo de determinado período. Os Henry Aarons, os Jonny Carsons, os Bobby Fishers, as Katharine Hepburns, os Joe Louises e gente desse calibre. Realizadores do mais alto nível. Campeõs em todos os sentidos. Eles ficam sentados dardejando críticas ferozes nos outros? Os verdadeiros realizadores deste mundo não têm tempo para criticar os outros. Estão muito ocupado fazendo coisas…”
    (Wayne D. Dyer).
    Lembrei-me de você Coverinho e de seus seguidores! Por quê será?

    Curtir

    • Por causa de gente muda, incapaz de abrir a boca pra dizer o que pensa, é que estamos atolados até o pescoço neste continente de merda.
      É preciso ENXERGAR pra ser um crítico.
      Pra você e para tantos outros Murilos por aí, tudo é bom, tudo está ótimo, porque não querem VER.
      E por favor, quando postar comentários, tenha a dignidade de preencher o campo e-mail, se quiser continuar expondo seus conceitos por aqui.

      Curtir

    • Caro Murillo, você escreve e argumenta bem, porém você deveria usar para abrir sua e mente e perceber o quão depravado é esse mundo que o Coveirinho critica. Muitos estão cansados desses “formadores de opinião (tendência da ‘moda’) alienando os consumidores do entretenimento. Você deveria saber que é nocivo para a formação moral de uma pessoa. É como um envenenamento moral da sociedade e, silenciosamente, contamina o povo. A televisão deveria prestar um serviço útil para sociedade, oferecendo conteúdos mais dignos. Mas sabemos que tudo gira em torno do dinheiro e da fama a qualquer custo. É frustrante para muitos, assim como eu, estudados para construir nossas próprias vidas, vendo todo esse circo causado por todos os veículos de comunicação. Pode perceber que os que tem aparente caráter íntegro, não ficam expondo e forçando suas próprias evidências fazendo, de tal modo, engolirmos essa “massa cultural” inútil de que a maioria, pelo menos, desses personagens citados o fazem.

      Curtir

    • Coveirinho me responda, já que você tem uma visão expandida porque será que o nosso amigo não conhece nenhum campeão braZileiro?

      Curtir

      • Acho que nem o nosso amigo americanizado tem uma resposta.
        Aliás, parece que fugiu do ‘pau’!
        Mas é assim, Carvalho… O sujeito me acusa de não receber bem as críticas mas ele mesmo não segura a ‘bronca’.
        Acho que foi por que ele reviu seus valores quando lhe disse para desconfiar quando todos concordarem com ele.

        Curtir

  22. E eu que ainda me surpreendo com essas voltas triunfais… Tinha até visto uma foto da Mara “repaginada, e fofa sim, e daí?” sei lá onde. Só o que me faltava…
    Sabe, não sou radical nem nada, mas acho uma falta de respeito quando essas celebrimerdas resolvem meter o bedelho em alguma religião e sair falando “Deus isso, Jesus aquilo”.
    Quer ser praticante de alguma religião, seita ou o que seja, sinta-se a vontade. Mas não precisa de holofotes pra rezar!
    Como no caso do Glauco: fiquei surpresa por saber que ele era do Santo Daime e até fundou a maior comunidade que existe na América Latina. E por acaso ele fez alguma tirinha a respeito, visando promover o negócio?

    Mais uma vez falo pra você, Coveirinho, ainda bem que não tenho tv…

    Curtir

  23. Coveirinho:
    Afinal de contas, qual é a sua função neste cemitério? Enterrar defunto vivo ou chutar cachorro morto, hein?

    Curtir

  24. É muito engraçado meu dileto Coveiro, que todo mundo que cai na vala comum do ostracismo, repentinamente “enxerga a luz” e se transforma da noite para o dia de uma messalina em uma Madre Teresa. Pelo jeito esse pessoal perde o viço mas não perde o faro para o “lucro”.
    Em tempo: Enterre logo a Sônia Abrão!

    Curtir

      • Opa, falha minha. Acho que foi o afã que tenho por enterrar essa ratatulha numa vala comum que exumei e quis jogar no buraco de novo. Tudo bem, uma pazinha de cal a mais não faz mal a quem já está morto mesmo.
        E já que a minha sanha é de enterrar fofoqueiros, bote umas belas pazadas de terra no Nelson Rubens, orgulho do jornalismo nacional.

        Curtir

      • Grande Lopes…ainda quero ver você preparando o jazigo da turma do Pânico na TV. Tal programa esgotou seu estoque de anedotas, tornando-se um programa apelativo e dissimulado. Do humilde ‘ex-marketepresentador’ da DirecTV ao arrogante apresentador infame Emílio Surita deixa a máscara cair revelando, assim, sua verdadeira face.

        Curtir

  25. Mara Maravilha no vídeo: “E um beijo pra você que tá na creche, pra você que tá no orfanato, no ASILO, na PENITÊNCIÁRIA- oi, criança pesada, sô!”. Legal ela abrangir assim o público-alvo dela! Zero preconceito!

    Curtir

Atire uma pá de cal (comente!)

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s