Cristina Mortágua

Cristina Mortágua

¤ 08/09/1970 – † 21/02/2011
Maria-chuteira aposentada

Epitáfio: “É parte da cura o desejo de ser curado”
(Séneca)

Embora tenha dúvidas quanto aos prós e contras de me desarmar, temporariamente, da retórica vanguardista e de utilidade pública para seguir o coro da “mídia do mundão” que se apraz em tentar atribuir – num português instrumental – ares de conteúdo ao entra-e-sai em camburões dessa geração de musas de carnavais esquecidos, peço licença aos leitores mais susceptíveis para novamente externar ponderações acerca de damas da sociedade. Continuar lendo

Sabrina Sato

Sabrina Sato Rahal

¤ 04/02/1981 –  † 01/06/2010
Musa dos motoboys de segunda linha

Epitáfio: “Não há nada tão equitativamente distribuído
no mundo como a inteligência: todos estão convencidos
de que têm o suficiente”
(René Descartes)

No fim dos anos 80 havia um programa humorístico genial, chamado TV Pirata, no qual o ator Ney Latorraca, interpretava o personagem Barbosa, um velhote malandro e senil que repetia o final das frases alheias ou as pontuava com seu famoso ‘Ba-bosa!’. Continuar lendo

Daniella Cicarelli

Daniela Cicarelli Lemos

¤ 06/11/1978 –  † 05/04/2010
A Injustiçada

Epitáfio: “O casamento deve combater incessantemente
um monstro que devora tudo: o hábito
(Honoré de Balzac)

Se ‘atitude positiva’ significa a negação das mais evidentes características das celebridades aqui já sepultadas e daquelas que – Deus permitindo e os advogados garantindo – ainda serão sepultadas, faço desta postagem um gesto de boa vontade e uma doação aos críticos desta iniciativa. Continuar lendo

Monique Evans

Monique Evans

¤ 05/07/1956 –  † 26/03/2010
Linda de ontem, doida de hoje

Epitáfio: A esperança seria a maior das forças humanas se
não fosse o desespero
(Victor Hugo)

Eis aí um exemplo de bizarra decadência e que nos convida a reflexão sobre até quando é digno envelhecer – e enlouquecer – sob o olhar da opinião pública. Sempre que a vejo, desempenhando o grotesco papel da titia aloprada no qual se agarrou depois da maturidade, invade-me uma sincera amargura. Continuar lendo

Rubens Furlan

Rubens Furlan

¤ 12/12/1952 –  † 24/03/2010
Autor do “Manual Prático do Político Babaca Bipolar”

Epitáfio: “Babacas, sem talento! Um bando de babacas!

O rumoroso, e cômico não fosse trágico, caso do sumiço do aparelho de televisão doado à Secretaria de Educação de Barueri, divulgado na edição do Custe o Que Custar (Band) desta segunda-feira, 22, promoveu à celebridade do esgoto – de âmbito nacional – o prefeito da cidade, empresário Rubens Furlan. Continuar lendo

Wanessa Camargo

Wanessa Godói Camargo Buaiz

¤ 28/12/1982 –  † 18/03/2010
Filha do Zezé

Epitáfio: “Para conhecermos os amigos é necessário passar
pelo sucesso e pela desgraça. No sucesso, verificamos a quantidade e,
na desgraça, a qualidade deles
(Confúcio)

Herdar o talento artístico do pai (ou da mãe), ser introduzido no meio artístico por conta deste talento inato e de uma providencial e desejável “ajudinha” não deveria ser motivo de vergonha para ninguém. O problema com Wanessa (ex-Camargo) é que mesmo não tendo o que herdar de seu pai além do sobrenome, não desenvolveu suficientemente nenhuma habilidade que justificasse seu prolixo portifólio. Continuar lendo

Luciana Gimenez

Luciana Gimenez Morad

¤ 03/11/1969 –  † 10/03/2010
Aquela lá que logrou o Mick Jagger

Epitáfio: “A ambição é o último recurso do fracassado
(Oscar Wilde)

Poderia-se dizer que La Gimenez, entre tudo o que há de mais deplorável na televisão brasileira, é singular. Mas, só não é bem assim porque a RedeTV! ainda não conseguiu fazer jus ao rótulo de emissora de tv: é apenas uma ‘firma’ de mídia, como tantas outras de fundo de quintal cujo dono atende a porta com um cigarrinho no canto da boca, vestindo molambos fedorentos e calçando chinelos encardidos. Continuar lendo